Newsletter

Conheça as novidades da Raríssimas em primeira mão!
Fique a conhecer as nossas novidades raras e saiba como poderá contribuir para o sucesso dos nossos projetos.

Ação
Recomenda a um amigo

Ajude-nos a chamar a atenção para esta causa!

Centro de Desenvolvimento e Reabilitação

 

               

 

Diretor Clínico: Dra. Luísa Pereira

Coordenadora: Terapeuta Andreia Bernardo 

 

Funcionamento

O CDR presta apoio terapêutico especializado a utentes em regime de internamento e a utentes externos, em regime de ambulatório. A equipa, com formação e vasta experiência nos seus domínios de atuação, acompanha utentes desde os primeiros meses de vida até à idade adulta, portadores de doença rara ou de algum tipo de incapacidade/deficiência, como a Paralisia Cerebral, o Atraso Global do Desenvolvimento, as Perturbações do Espetro do Autismo, entre outras alterações que condicionam o normal desenvolvimento da criança.

Após a avaliação inicial do utente, é delineado o programa individual de reabilitação, de acordo com as áreas de intervenção e intensidade necessárias. O horário das sessões de reabilitação é depois estabelecido, tendo em atenção a disponibilidade do utente e, se aplicável, dos seus cuidadores.

As terapias desenvolvidas neste Centro têm como objetivo último a maximização da autonomia e da funcionalidade do utente, em programas completos de reabilitação que têm como base o envolvimento e a participação ativa da família/cuidadores para a maior eficiência do trabalho desenvolvido. 

 

 

Áreas de intervenção

 

Fisioterapia

A Fisioterapia na Casa dos Marcos distingue-se pela procura de respostas adequadas e soluções qualificadas, onde cada utente recebe um tratamento único, baseado na análise e avaliação do movimento e da postura, através de técnicas específicas, com a finalidade de promover a saúde e prevenir a doença, deficiência, incapacidade e inadaptação e de tratar, habilitar ou reabilitar indivíduos com disfunções de natureza física, mental ou de desenvolvimento.

A prioridade do Fisioterapeuta é sempre a de ajudar o utente a atingir a sua máxima funcionalidade e qualidade de vida.

Todo o processo de intervenção envolve uma interação constante entre o fisioterapeuta, o utente, a família e os outros profissionais de saúde envolvidos.  

 

Terapia da Fala

O Terapeuta da Fala é o profissional que previne, identifica, avalia e intervém nas perturbações da comunicação, fala, linguagem oral e escrita e voz, bem como nas alterações da deglutição. Intervém em qualquer etapa da vida da pessoa, desde o seu nascimento até à idade adulta.

As perturbações da fala ocorrem quando uma pessoa, criança ou adulto, apresenta alterações na produção dos sons da fala, na fluência ou na ressonância. É frequente a sua ocorrência em conjunto com perturbações da linguagem, que se definem como alterações da capacidade de compreensão da mensagem dos parceiros comunicativos (linguagem recetiva) e/ou na transmissão de pensamentos, ideias ou sentimentos (linguagem expressiva). Neste ponto é importante salientar também as perturbações relacionadas com a linguagem escrita, configurando muitas vezes quadros de dislexia, que beneficiam, também, de uma deteção e intervenção o mais precoce possível.

O Terapeuta da Fala desempenha também um papel primordial na reabilitação das alterações da deglutição (disfagia), que podem verificar-se no recém-nascido, decorrer de traumas mecânicos e de intervenções cirúrgicas ou resultar de outras patologias, tais como a paralisia cerebral, os acidentes vasculares cerebrais (AVC’s), as demências e os tumores da cabeça e pescoço. As perturbações vocais, embora sendo mais comuns nos profissionais da voz (professores, cantores, operadores de telemarketing, entre outros), podem também ocorrer em idade pediátrica ou em idade adulta.

Para a reabilitação destas condições, o Terapeuta da Fala utiliza técnicas e metodologias específicas, centradas na pessoa e na sua funcionalidade nos diferentes contextos familiares, sociais ou profissionais em que se insere. O objetivo máximo da sua intervenção é o de otimizar as capacidades de comunicação e/ou deglutição da pessoa e, como tal, melhorar a sua qualidade de vida.

 

Terapia Ocupacional

O Terapeuta Ocupacional é um profissional que atua nas diversas faixas etárias, incidindo na prevenção, avaliação e tratamento de problemas de desempenho ocupacional e habilitando a pessoa em risco de ou com uma disfunção ocupacional, para a realização das ocupações do dia-a-dia. Estas ocupações consistem no conjunto de atividades que a pessoa considera importantes para dar sentido e significado à sua vida e podem ter como objetivo cuidar de si próprio, desfrutar os seus tempos de lazer e/ou contribuir para o desenvolvimento económico e social da sociedade. De acordo com cada caso, recorre também à utilização de técnicas específicas como a integração sensorial, técnicas de neurodesenvolvimento, atividades de estimulação cognitiva, entre outras.

A abordagem do Terapeuta Ocupacional centra-se na pessoa, na ocupação e no ambiente. Utiliza metodologias e atividades/ocupações específicas de acordo com a motivação e necessidades do indivíduo. Quando a disfunção ocupacional tem por base a ausência de função e esta não é passível de recuperação, o terapeuta ocupacional pode, ainda, utilizar ajudas técnicas ou adaptações para compensar essas incapacidades. Podem também intervir no ambiente familiar, social ou profissional da pessoa, aconselhando os familiares ou cuidadores, criando oportunidades de envolvimento ocupacional, adaptando o espaço às necessidades do indivíduo e/ou eliminando as barreiras arquitetónicas. O seu objetivo primordial é maximizar o equilíbrio e a adaptação entre o que a pessoa quer e necessita de fazer e a sua competência para o realizar, de forma a devolver-lhe a possibilidade de continuar a desempenhar os seus papéis na sociedade.

 

Terapia Snoezelen

A Sala de Snoezelen, com caraterísticas únicas no nosso país, permite a reabilitação, relaxamento e desenvolvimento da autonomia, através de técnicas de estimulação multissensorial. Os cuidados são totalmente adequados à situação de cada um dos utentes e aos objetivos definidos no seu plano de intervenção.

 

 

HIPOTERAPIA

O termo hipoterapia, deriva de “hippos”, palavra grega para cavalo, combinado com a palavra terapia, que significa tratamento da doença ou incapacidade. 

O cavalo tem vindo a ser utilizado de diferentes formas há milhares de anos. Atualmente tornou-se um meio requisitado como ferramenta na área da saúde. 

Esta modalidade terapêutica já era utilizada por Hipócrates (450 a.C.) com sucesso.


Após a II grande guerra mundial, iniciou-se o crescimento e o desenvolvimento terapêutico para pessoas portadoras de deficiência, tanto na Europa como na América do Norte. O cavalo tornou-se, então, um aliado, beneficiando todos aqueles que dele necessitem. 

É uma abordagem de orientação clínica que é conduzida pelo Fisioterapeuta com o apoio de Equitadores e de cavalos treinados para o efeito. O objetivo é o de retirar contributos de reabilitação através do movimento do cavalo e não o ensino equestre. No cavalo são produzidos movimentos tridimensionais, similares aos padrões do movimento humano, o que favorece a perceção deste movimento.

Benefícios da Hipoterapia:

- Alívio da dor;

- Relaxamento muscular;

- Correção postural e simetria;

- Equilíbrio;

- Manter ou melhorar a força muscular, mobilidade, capacidade respiratória, a circulação, coordenação motora.

A Hipoterapia está indicada para todo o tipo de populações, como crianças, adolescentes e adultos com alterações comportamentais, portadores de deficiência motora ou neurológica e/ou de patologia genética.

 

Intervenção Precoce

Na sala de Intervenção Precoce são desenvolvidas atividades especificamente planeadas para bebés e crianças até aos 6 anos de idade, estimulando o seu desenvolvimento ou reabilitação com o apoio de profissionais especializados nas áreas de fisioterapia, terapia da fala ou terapia ocupacional.

 

Protocolo Pediasuit

O Protocolo PediaSuit é uma abordagem terapêutica destinada a  indivíduos com alterações neurológicas, como paralisia cerebral, atraso no desenvolvimento, lesões traumáticas cerebrais, autismo e outras condições que afetam o desenvolvimento motor e/ou as funções cognitivas.

Trata-se de um programa de reabilitação estabelecido com base nas necessidades individuais da criança ou do adulto, constituído por exercícios específicos e intensivos que ajudam a minimizar reflexos patológicos e fomentam o estabelecimento de novos padrões de movimentos corretos e funcionais.

O Protocolo Pediasuit utiliza diversas ferramentas. Uma delas é a órtese dinâmica, denominada Suit, uma roupa criada nos anos 70 por cientistas russos para uso por astronautas, dado que estes profissionais apresentavam dificuldades motoras, perda de movimentos, massa muscular e estrutura óssea debilitada após a realização de missões espaciais. O Suit consiste num colete, touca, calções, joelheiras, calçado e um sistema de elásticos ajustáveis, que desempenham um papel crucial na regulação do tónus muscular e na função sensorial vestibular.
A Ability Exercise Unity (gaiola) monkey e spider é usada para treinar a criança, possibilitando o aumento da capacidade de isolar os movimentos desejados e fortalecer os grupos musculares responsáveis por esse movimento, além de criar inúmeras possibilidades de exercícios e o uso de diversos materiais que potenciam o tratamento.

O Protocolo PediaSuit tem a duração de 4 semanas, sendo realizadas sessões diárias de 4 horas/sessão.

 

 

Indicações:

- Atraso no desenvolvimento motor;

- Perturbações do equilíbrio;

- Alterações da coordenação motora;

- Diminuição da massa óssea;

- Diminuição da força muscular;

- Défices na integração sensorial;

- Paralisia cerebral;

- Traumatismo crânio-encefálico;

- AVC;

- Ataxia, atetose, hipertonia, hipotonia;

- Distúrbios neurológicos;

- Autismo;

- Trissomia 21;

- Doenças mitocondriais;

- Outras síndromes.

 

Contra-Indicações:

- Sub-luxação da coxo-femural;

- Escoliose severa;

- Contraturas musculares;

- Distrofias musculares;

- Alterações cardíacas e metabólicas graves.

 

Alguns benefícios:

- Treina o sistema nervoso central;

- Proporciona estabilização externa;

- Proporciona adequação do tónus muscular;

- Alinhamento corporal;

- Proporciona correção dinâmica;

- Corrige o padrão da marcha;

- Melhora a coordenação e o equilíbrio;

- Melhora a consciência corporal.

 
 

 

TERAPIA ASSISTIDA POR CÃO

A Terapia Assistida por Cão é uma intervenção dirigida que visa promover o bem-estar físico, social emocional e/ou as funções cognitivas. O animal é o agente facilitador para a terapia, sendo a ponte entre a intervenção proposta e o utente, os profissionais de saúde são os colaboradores desta relação.

Especificamente pode contribuir para atingir objetivos que visem desenvolver a capacidade de regular as emoções, aumentar interações verbais do sujeito e do grupo e fomentar as interações sociais, estimular a participação e as interações dos indivíduos melhorar as habilidades motoras finas e o equilíbrio, estimular as funções cognitivas (memoria, atenção concentração, linguagem, pensamento), aumentar a autoestima, reduzir a ansiedade, minimizar a solidão, melhorar a interiorização de conceitos (p.e. como número, tamanho e cor) e contribuir positivamente para trabalhar a memória a longo e curto prazo.

O nosso cão faz parte integrante do processo terapêutico e está treinado especificamente para potenciar a interação do terapeuta com o utente. O acompanhamento pode ser individual ou em grupo. Experimente uma terapia inovadora onde a sensibilidade dos nossos terapeutas humanos e canino podem ser uma grande ajuda.

 

MUSICOTERAPIA

A Musicoterapia procura desenvolver potenciais ou recuperar funções do utente para que este possa alcançar uma melhor qualidade de vida. Esta terapia artística é realizada através da utilização da música e respetivos elementos musicais (melodia, harmonia e ritmo) e é desenvolvida por um musicoterapeuta certificado. Entre outros, tem aplicação em contexto clínico e pedagógico-social com crianças, jovens e adultos portadores de incapacidade/deficiência ou dificuldades de aprendizagem.

A música tem efeitos a nível fisiológico, cognitivo e emocional, promovendo o relaxamento muscular e o alívio da dor, ajudando a equilibrar a coordenação motora e a rigidez muscular, auxiliando a expressão dos estados emocionais, reduzindo os níveis de stress e de ansiedade, estimulando a imaginação e a criatividade e melhorando a capacidade de concentração e de memória.

O utente pode apenas escutar a música ou pode ter um papel ativo na sessão, expressando-se ao tocar um instrumento em conjunto com o musicoterapeuta ou através do canto. Esta terapia pode ser realizada em sessões de caráter individual ou num grupo específico.

 

HIDROTERAPIA

A Hidroterapia centra-se na avaliação e tratamento das alterações do movimento e da postura através da fisioterapia em meio aquático.

Esta terapia concilia os efeitos da imersão e das propriedades físicas da água com a aplicação conjunta das técnicas específicas da fisioterapia, de modo a atingir os objetivos terapêuticos estabelecidos, alcançando a máxima funcionalidade e qualidade de vida.

A Hidroterapia é recomendada para todas as idades, em grupo ou individualmente, sendo dirigida por terapeutas especializados em fisioterapia em meio aquático.

 

OZONOTERAPIA

A Ozonoterapia ou Terapia com Ozono, consiste na aplicação de Ozono (O3) no organismo humano, utilizando técnicas especiais, com fins terapêuticos.

O ozono é facilmente assimilado pelo corpo humano, em que a molécula extra de oxigénio separa-se, deixando apenas o oxigénio (O2). Esta separação permite elevados processos de oxigenação e oxidação, que se revelam eficazes no tratamento de uma alargada variedade de patologias.

Conheça os benefícios da Ozonoterapia aqui.

 

Equipa

Conheça os nossos Profissionais aqui.

 

Transporte Raríssimo

A Casa dos Marcos disponibiliza serviço de transporte para os seus utentes, em carrinha adaptada, de modo a que todos possam ter acesso aos apoios terapêuticos de que necessitem. As condições deverão ser averiguadas juntamente do secretariado da Casa.

 

 

 

Para mais informações ou esclarecimentos:

E-mail: cdr.cm@rarissimas.pt

Tlf.: 211 165 300

Horário de Funcionamento:

2ª a 6ª feira, das 8h00 às 20h00

Sábados das 9h30 às 13h00

 

 

 

 

 

 

 

Utilizadores online: 31

Total de visitas: 453702

2017 © Raríssimas - Associação Nacional de Deficiências Mentais e Raras